quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Liberdade

Hoje o dono de uma das livrarias mais antigas aqui do Burgo, também ele um dos homens mais velhos aqui da zona, disse-me uma coisa que mexeu comigo até agora.
Disse que não era a felicidade que se devia tentar conquistar, mas sim a liberdade. Conquistando a nossa liberdade, iamos somando momentos de felicidade.
Faz pensar, não faz??

26 comentários:

PsYcHo_MiNd disse...

A liberdade assemelhasse em muito à felicidade, as duas não passam de uma ilusão!

tronxa disse...

pois sim ana...

mas se vires com atençao, akela sensaçao de liberdade k se experimentava nos anos 80 ja era!!

hoje em dia estamos novamente espartilhados em leis e obrigaçoes k nos tiram mais de metade da liberdade k se sentia nakela epoca!!

e olha k eu tenho bem presente a sensaçao k era!!!

consecutivamente nos tem delapidado a liberdade... em nome da saude, em nome da segurança, em nome da organizaçao...

a verdd é k cada x estamos mais controlados e temos menos liberdade de fazermos o k keremos e gostamos!!

bjnhsss a remar contra a maré

AnA disse...

Falo de pequenos passos para atingir pedacinhos de liberdade, pequenas conquistas que segundo aquele livreiro leva à felicidade de momento. Pelos vistos ele tb não acredita numa felicidade plena,mas sim num conjunto de momentos que proporcionam felicidade.


E tronxa, falas aí implicitamente da tua liberdade de fumar. eu até percebo em parte. Mas e a minha liberdade de não levar com o fumo de quem não prescinde tomar um café e fumar o seu cigarro? Hum?? ;-)

Beijocas

tronxa disse...

nao é a liberdade de fumar ana...

essa eu ate entendo, so nao entendo como os donos dos cafes nao têm a liberdade de optar por terem cafes para fumadores ou nao...em espanha foi o k fizeram e ninguem morreu por causa disso... claro k nao tiveram de comprar exaustores carissimos e assim nao houve nenhum primo dono de fabrica dos mesmos k ficasse rico!!

falo de outras tantas liberdades k se foram perdendo... se reparares bem, hoje em dia tens uma liberdade tabelada por um monte de leis!!

ate as ditas liberalizaçoes de preços so servem para os poderem aumentar a seu bel prazer e lucro...

as coisas hoje em dia estao meio deturpadas...

mas o ser humano a tudo se habitua... ate á perda de direitos pelos quais lutou!!

AnA disse...

Então concordas que liberdade pode trazer felicidade. Ao conquistarmos a nossa liberdade,bocadinho a bocadinho, estamos a obter momentos de felicidade.É disso que o post fala.

Vício disse...

é relativo porque por mais liberdade que tenhamos estamos sempre presos a algo!
o problema é que muita gente se prende a coisas desnecessárias!

Gi disse...

A liberdade, para mim, não devia ser uma conquista, mas um bem inato.
A felicidade, pode depender em muito de nós.

tronxa disse...

nao é a liberdade de fumar ana...

essa eu ate entendo, so nao entendo como os donos dos cafes nao têm a liberdade de optar por terem cafes para fumadores ou nao...em espanha foi o k fizeram e ninguem morreu por causa disso... claro k nao tiveram de comprar exaustores carissimos e assim nao houve nenhum primo dono de fabrica dos mesmos k ficasse rico!!

falo de outras tantas liberdades k se foram perdendo... se reparares bem, hoje em dia tens uma liberdade tabelada por um monte de leis!!

ate as ditas liberalizaçoes de preços so servem para os poderem aumentar a seu bel prazer e lucro...

as coisas hoje em dia estao meio deturpadas...

mas o ser humano a tudo se habitua... ate á perda de direitos pelos quais lutou!!

tronxa disse...

claro k concordo ana! por isso refilo kd vejo k nos estao a tirar a liberdade aos poucos, pk em relaçao a mim e á minha vida, vou tendo bastante liberdade para a poder apreciar!

e por isso nao me keixo mt da vidinha!!

se sou feliz... dentro da medida do possivel, acho k sou sim!

eheheheh

O QUATORZE disse...

Boa Tarde
Pode ter alguma relação, mas, que felicidade e que liberdade.
Dis-se «tem a liberdade de ser feliz».
É muito subjectivo.
Amizade
Luis

Tiago R Cardoso disse...

Sábias palavras.

AnA disse...

gi, se fosse inato perdia o prazer da conquista, Aqui falo de liberdades pessoais. Não falo de liberdade no sentido lato.

14, este tema dava pano para mangas realmente.

Tiago, fez -me pensar ;)

Pata Negra disse...

Ora essa! Não ligues a essas coisas Ana! Se conquistares a felicidade também podes, por isso, conquistares a liberdade!
Deixa esses termos e esses estudos para o pós-vida! Amanhã toma o pequeno almoço e vai vivendo as coisas, as pessoas, a luz!
Um abraço e não vás em conversas - tão pouco na minha!...

PDuarte disse...

olha a quem o dizes.

Rui disse...

Existe uma palavra que para mim define tanto uma coisa como outra. Conquistar !
Tudo no nosso dia a dia não passa de conquistas! Nem que seja o simples conquistar de mais um dia na nossa vida .

Rui disse...

Esqueci o mais importante!!
(Quase imperdoavel)

Beijo Ana

AnA disse...

vicio, ´geralmente só quando perdemos algo é que passamos a dar valor

pata negra, às vezes tb gosto de pensar sobre as coisas , mas só às vezes para não fazer mal à saúde ehehhe

pduarte ;-)


Rui, as madrugadas e a falta de sono andam a fazer te ti um filósofo ;-) bjitos

impulsos disse...

Faz pensar e está certíssimo esse pensamento, pois a liberdade é o bem maior que qualquer ser humano pode ter!

Beijo

antonio - o implume disse...

Os velhos e os livros têm esse condão: o de nos fazer pensar. Quantos grãozinhos de felicidade isso representa?

Obrigado pelo teu comentário. Espero que sigas a saga até ao fim, tal como quem me lê tb eu não sei como acaba a história.

Teté disse...

Concordo, Ana, que felicidade sem liberdade é apenas uma falsa imagem.

Beijoca! ;)

Ana Camarra disse...

Ana

Pois acho que esse senhor está carregadinho de razão.
São duas coisas que andam juntos, não és feliz se não fores livre, nem és livre se não fores feliz...isto com muitos tons de cinzento, mas tu percebes o que quero dizer!

beijo

AP disse...

O problema é que o ser humano não sabe usar sua liberdade, esquece que só a tem até não interferir com a do próximo. Usa e abusa. Logo ao conquistar a sua felicidade retira liberdade aos outros.
Realmente este tema dá que pensar. Desde Sócrates (o verdadeiro!), Espinosa, Kant, Kierkegaard, Jaspers, Nietzsche ou Gaarder, todos eles pensaram sobre isto e ainda não há uma conclusão...

DANTE disse...

Hmmm...faz pensar pois...faz pensar que esse senhor deve andar nos copos... ;P

Jokas ana

Foi Bom disse...

Sei a que te referes, e' tudo uma questao de liberdade de escolha. Ao sermos livres para escolhermos aquilo que queremos, que precisamos, ou ate porque "tem que ser", isso ira-se reflectir nos nossos projectos futuros. A liberdade mexe com muita coisa! Nao ha nada mais triste do que sermos prisioneiros de algo, nem que seja de um simples pensamento!

O Guardião disse...

Não há felicidade sem a liberdade de que fala o sábio livreiro.
Cumps

Mariazita disse...

Sábias palavras! Próprias de quem já viveu muito, e não o fez em vão.
Como pode haver felicidade em cativeiro?
Só mesmo em liberdade se pode aspirar à felicidade.
Beijinhos
Mariazita